você precisa ser feliz pra viver, eu não.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Para eles

( Que também são poetas, mas não sabem)

Pegue um lápis e um papel.
Rasgue o lápis e quebre o papel.
E comece a escrever.
Sim, meu caro. Isso é possivel.

Veja os sons do rádio, desfrute do sabor da água.
Tome banho de sol em plena noite,
conte as estrelas do céu e dê nomes a elas.

Torça pro time adversário, ande descalço pela calçada.
Faça tudo ao contrário.
Cante para o surdo, dance para o cego e abrace o insensível.
Pule na cama, pise em ovos, brinque com o fogo e tenha pelo menos um amigo invisível.

Se queime, pois você vai se apagar.
Relaxe, um dia tudo vai passar.
Cante uma música que você não goste. Presenteie alguém que você não suporte.
Não tem graça em agradar quem a gente ama.
Não há merito em agradar quem a gente ama.
É obrigação!

Cumpra ordens, desobeça as regras.
Faça favores. Não tenha pressa.
Deslize.
Sinta o vento. Sinta o sol.
Viva cada momento.

Nada pára. Tudo fica num eterno movimento.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Exportação

Antes ele se importava muito com que os outros faziam ou deixavam de fazer. Mas ele também não fazia nada. Agora que ele já faz uma coisa, e isso é um começo, não se importa mais com as atitudes dos outros.

Não se importa com ninguém.

Vai ver é a consciência tranquila.

Meio de Maio

O mês de maio passou tão rápido. Nem parece que teve o mesmo tempo do de abril.

Abril se arrastou, se empurrou. Maio não. Ele foi arrastado e foi empurrado. E quando se viu, já acabou. As pessoas costumam dizer que é por causa do feriado. Desse modo, você tem tempo mais divertidos e não naquela rotinha enfadonha. Há uma cultura em se dizer que tudo o que é bom dura pouco. Mas que burrice! O tempo é sempre igual, seja ele com trabalhos insurpotáveis ou momentos prazerosos. O problema está nas pessoas, que insistem em dar mais valor aos defeitos, insistem em insistir nas coisas chatas. E quando encontram uma coisa mais chata do que a anterior, diz que " era feliz e não sabia" ou então fala que o tempo passou muito rápido.

Ingrato!! Dá muito mais valor ao seu sofrimento do que a sua alegria. Depois quer se livrar da tristeza, ter novamente tempos felizes. Mas não consegue ver que talvez esteja passando por esses bons momentos agora.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Raposa Serra do Sol

Como tudo que é bonito, isso também é bastante complicando.
Não é preciso somente armas e canhões para se conquistar algo bonito... E sim paciência, companheiros.
As coisas belas se conquistam calmamente, serenamente. Não com berros e exclamações. E nem com bombas, tiros e copos d'água.

"- Vossa Excelência é um terrorista! Uma vergonha para esse país!
- Vossa Excelência tem um discurso fascista!! Vossa Excelência é um saudosista confesso da pior Ditadura que esse país já teve."

Um o outro pode até está certo. Porém ambos estão errados com esse discurso ultrapassado.

"É um índio que está a soldo aqui em Brasília, veio de avião, vai agora comer uma costelinha de porco, tomar um chope, provavelmente um uísque, e quem sabe telefonar para alguém para a noite sua ser mais agradável. Esse é o índio que vem falar aqui de reserva indígena. Ele devia ir comer um capim ali fora para manter as suas origens"

Vossa Excelência, qual o problema dos índios tomarem um chopinho ?! Uma dose de uísque?

Repito:
As coisas belas se conquistam calmamente. Não com berros, tiros ou uísque.

domingo, 11 de maio de 2008

Um dia qualquer.

Ele nasceu num dia especial. Não pela sua natalidade, é claro, mas pela responsável desse fato. Sim caros críticos, ele nasceu nos dias da mães. A sua data já foi ofuscada por outra muito mais importante. Vai ver que foi de propósito. Já imaginavam que ele preferiria ser discreto, digo que preferiria, porque ele nem sempre consegue ser. Ele prefere andar aí pelos cantos, do que correr pelos corredores. Prefere ser apagado, ficar nas sombras, do que dar as caras nesses clarões por aí. Esconde suas virtudes. Esconde todas as suas gentilezas. Ele se esforça arduamente para não gostarem dele. E é claro. Como todos, ele faz de tudo para não perceberem os seu defeitos. Sinceramente acho que nem ele sabe porque faz isso... e também nem se interessa em saber.

Além de ser domingo, ele ainda nasceu no meio da noite.... Horário morto demais para dar vida à alguém. Vai ver que foi de propósito. Já imaginavam que ele adoraria estragar certas noites. Irritar os outros com seus berros e exclamações. Ocupar os outro com a sua presença. Porém ele não liga, não se importa e não percebe. Fica contente por pouca coisa. Ilude os outros com pouca coisa.

Talvez ele queira mudar algumas coisas em si. Comportamente, ações, atitudes. Mas não faz nada. Ele vai empurrando tudo pra um cantinho. Um cantinho amassado, bagunçado e sossegado. Ele sabe que um dia vai arrumar.

Lá vai ele...

Vai rapaz, vai viver pra crescer.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Por que não batem nas Borboletas?

Por que não batem nas Borboletas?

Elas voam, pousam e repousam.
E ninguém as chuta, se irrita ou as espanta.
Se fosse uma formiga, mosca ou qualquer outro insento, eles não teriam essa piedade.
Só porque ela é um pouco mais bonita e majestosa, ela merece tal compaixão?
Mas as pessoas não fazem nada.
Eles apenas observam a linda borboleta a voar.
Porém, se esquecem de quando ela era uma nojenta lagarta.
Que comia e destruia todas as plantas e todas as flores.

Por que batem nas flores?

Para ofertar as amantes, para alegrar algumas mães ?
Elas são tão bonitas nos seus jardins. Presa no muro ou nas árvores. Sem fazer mal a ninguém.
Mas as pessoas cismam em bota-las em jarros para enfeitar algumas mesas, fazem arcos para enfeitar alguns caixões ou ou a oferecem para amores vãs.
Elas nos dão o ar necessário para respirar, e é assim que nós a tratamos?

Pobres, porém, são as lagartas que não conseguiram ser Borboletas. Não conheceram a beleza de se viver em uma realeza. Viveram como se nunca fossem ser borboletas e morreram castigadas pela natureza.

sábado, 3 de maio de 2008

Arrisque-se

Caros amigos, não tenham medo dessas avalanches da vida. É inutil ter esse receio. Ficar ansioso, preocupado ou desmotivado. Você acorda, dorme, come e conversa. Impossível saber o que vai acontecer no próximo segundo. É tudo imprevisível. Você pode até tentar imaginar, mas vai ser completamente diferente... É tudo um grande mistério.

Num dia belo ( ou não ) você pode perder tudo. E em outro você pode ganhar tudo. A vida é feita desses momentos. Há de se ganhar. Há de se perder. Tudo num perfeito equilibrio. ( as vezes não tão perfeito assim... ) Mas não tenha medo de tentar, de se arriscar. Vai valer a pena, não há o que pensar. Não pense! Só os ignorantes são felizes. Eles não sabem o que são os riscos.

Tudo nessa vida tem um risco.

É o risco de estar vivo.