você precisa ser feliz pra viver, eu não.

domingo, 8 de junho de 2008

Férias em Penedo

O rapaz bebado anda pela rua.
Caminha contando a verdade nua e crua.
A mentira não lhe causa mais medo.
Desde que ele voltou de Penedo
Lá até que não é um lugar tão mal.
Só é ruim se for pra passar o carnaval.
As pessoas de lá não mentem tanto.
Mas elas também já não tem o mesmo encanto.
Porém tem uma senhora que é meio ficticia,
Ah, como é mentirosa aquela Dona Felícia.
Dizia que não tinha nenhum filho,
até me aparecer com netos e sobrinhos.
Disse que era um milagre,
Mas na verdade ela tinha um caso com o padre.
Ela até que não é feia, até que não é estranha
O que não se duvida é que essa Dona é uma verdadeira piranha
Quando eu estive lá, até em cima de mim, ela deu.
Safada, essa Felícia! Enquietou-se quando o padre percebeu.
Depois de tantas descobertas, parei no bar para beber.
Cachaça, cerveja, conhaque... Até o padre interceder.
Veio me perguntar se eu havia a sua Dona, apalpado.
Irritado, eu disse: "Mas todo padre não é viado?"
E ele respondeu sem meias palavras:
" Tem uns que comem homenzinhos outros que tomam viagra."
Confuso, fui pra rua a pensar
Essa merda de lugar, mal tem um mar!
Mas que droga de cidade, nunca mais passo férias aqui.
Ano que vem vou inovar, passarei uns dias em Parati.

Co-autoria: Felipe Gilard http://permutavel.blogspot.com/