você precisa ser feliz pra viver, eu não.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Ponto de vista

O rapaz está sentando na mesa de um bar. Um casal passa bem em frente a ele. Anda mais uns metros e os dois param para atravesar, estão esperando o sinal fechar. O rapaz levanta e anda na direção dos dois. O namorado percebe algo estranho e tenta fugir. Tarde demais. (Aqueles que dizem que nunca é tarde, mentem.) Dessa vez não teve jeito. Foram apenas três tiros, dois nas costas do homem e um na cabeça da mulher. O atirador pegou a carteira e deu as costas.
Houve um silêncio imortal.
Contei no meu relógio. Demorou dois minutos e vinte e um segundos para alguem socorrer o casal. As outras pessoas se assustaram com o tiro e se esconderam, e ao sair do esconderijo, proseguiram a sua vida. Cento e quarenta e um segundos para tentar salvar duas vidas. Tarde demais.

Está reflexão foi de um morador de rua. Que observou tudo do outro lado da sua " casa". Sim caros críticos, ele tinha um relógio. Desses velhos e enferrujados que você joga fora por aí.