você precisa ser feliz pra viver, eu não.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Dengue

Seria hipocresia de minha parte, alienação talvez, se eu não tratasse desse assunto ( que na minha opnião é ridiculo. )

Lembro-me de quando era pequeno, em que morava num infeliz prédio no qual não havia elevador, e que em todos os cantos e escadas tinha um cartaz de 'como evitar a dengue'. Dando informações, que todos sabem, para combater o foco dos mosquitos.

Pois bem. Depois de um pouco mais de uma década o mosquitinho volta com tudo. Mostrando a evidente ineficiência do setor público de saúde, no qual militares tiveram que entrar na 'briga' construindo hospitais de campanha. Há quem diga que os hospitais particulares também estão lotados. Que seja. Crianças estão morrendo, e outros pacientes estão sofrendo na fila... esperando leitos que não existem. Já foram 67 que morreram por causa de picadas de mosquitos esse ano.

Hospitais sem rémedios, sem médicos e sem leitos. Isso realmente devia se chamar de 'hospital'? Na minha opnião, é uma vergonha o Rio de Janeiro, e tudo o que esse nome representa, chamar médicos de Rondonia, Pará e outros estados menos expressivos. Sem preconceitos, e desdenhar a ajuda, é porque não deveria ter essa necessidade de se convocar mais médicos. Não é de hoje que o sistema de saúde é um lixo.

Mas eu não me importo com isso. O César Maia também não. O Sergio Cabral tá pouco se importando. E o Temporão também. ( Digo Temporão, porque o nosso Lula, é claro, não sabe de nada e não se compromete com nada. )

Além do mais, uma epideminhazinha é sempre bom.